Quais Estados do Brasil Oferecem a Carteira de Habilitação Gratuitamente?

Você sabe quais estados do Brasil tem a CNH gratuita? Se ainda não ou possui dúvidas sobre o que é essa CNH acompanhe a seguir o post que preparamos com mais informações sobre essa CNH e os estados do Brasil que tem a CNH social.

O programa que concede a oportunidade da CNH de graça já é uma realidade no Brasil, porém não são todos os estados que disponibilizam esse benefício. Para conhecer quais estados do Brasil tem a CNH social continue lendo.

O que é CNH Gratuita?

A CNH social é uma iniciativa do Serviço Social do Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) que visa oferecer a primeira habilitação aos brasileiros que não possuem condição financeira de pagar por esse serviço.

Para participar dessa iniciativa e conquistar a sua CNH social é necessário atender algumas exigências do programa, a seguir veremos quais são:

  • O candidato deve possuir idade mínima de 18 anos;
  • O candidato deve pertencer a uma família cuja renda per capita mensal seja de até 3 salários mínimos;
  • O candidato deve estar devidamente inscrito no Cadastro Único;
  • É necessário residir no estado em que queira tirar a CNH Social;

O programa também atende portadores de alguma deficiência física, cidadãos que tenham sido presos, beneficiários de programas de transferência de renda ou pequenos agricultores rurais que recebam uma renda bruta de até 2 salários mínimos.

Quais estados do Brasil tem a CNH social?

A CNH social ainda não está disponível em todos os estados do Brasil, porém o objetivo do projeto é expandir até que todo país seja atendido pela iniciativa.

Até o momento 5 estados possuem a CNH social, confira quais são eles:

  • Espírito Santo;
  • Minas Gerais;
  • Ceará;
  • Paraíba;
  • Pernambuco.

Como se inscrever?

É muito fácil se inscrever para a CNH, a seguir você pode conferir uma passo a passo que preparamos para te ajudar.

  • O primeiro passo é acessar o site do Detran do seu estado.
  • Após acessar o site do Detran do seu estado procure por CNH Social ou CNH Popular.
  • Caso já tenha sido liberado o edital faça a sua inscrição e siga as instruções do site para concluir a sua inscrição.
  • Após enviar a sua inscrição a mesma passará pelo processo de classificação de candidatos por meio do sistema
  • informatizado do DETRAN de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa.
  • Ressaltamos que os candidatos que informarem dados que não atendam aos requisitos do seu segmento de
  • beneficiário e/ou do seu serviço escolhido serão desclassificados automaticamente pelo sistema informatizado do Detran.
  • Após a seleção dos candidatos será possível consultar os classificados no site do Detran do seu estado nos links informados acima!

Instituições começam abrir vagas remanescentes para cursos

O vestibular fez parte da adolescência de muitos profissionais brasileiros.  Ele foi a única porta de entrada para muitas universidades e faculdades em todo o país. Hoje temos apenas um Sisu – Sistema Único. Ele é fácil de usar e entender. Confira a seguir.

O que é o Sisu?

Sisu pode ser uma palavra com apenas 4 letras mais de um alto grau de importância. A sigla quer dizer Sistema de Seleção Unificada, o novo método de seleção para ocupar vagas no ensino superior no Brasil.

O processo para entrar em universidade pública no Brasil era bem simples. O aluno fazia a prova do vestibular e se a nota vencesse a concorrência ele conseguia entrar em uma vaga e ocupar a sala de aula. Esse é o processo mais simples e mais conhecido.

O vestibular, contudo, passou aos poucos a ser substituído por um sistema digital integrado. Todas as universidades públicas do Brasil oferecem as suas vagas através do sistema unificado, o Sisu. E a seleção? Essa é feita através do Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido como Enem.

Todos os candidatos a uma vaga em universidade pública devem se inscrever no ENEM. O próximo passo é cadastrar-se no Sisu, escolher o curso e tentar entrar com sua nota de acordo com o número de vagas. Simples e fácil de fazer.

Quem pode se inscrever?

O cadastramento no Sisu agora é obrigatório para todos os interessados em tentar uma vaga em universidade pública brasileira. Logo, todos os interessados em cursar um curso em universidade gratuita devem se cadastrar no Sisu.

Todos podem se cadastrar no sistema sem pagar nada. A aprovação do cadastro é independente da concorrência para as vagas. Para esta segunda opção é preciso ter nota do Enem acima dos outros alunos concorrentes e isso independe do cadastro.

Mas como só pode entrar em uma universidade quem cumpriu os anos anteriores o cadastro deve ser feito por alunos com ensino médio já concluído.

Como se Inscrever no Sisu

O processo seletivo de vagas em universidades públicas brasileiras através do Sisu é realizado uma vez ao ano. Sempre no último mês, em dezembro, seguindo por uma parte de janeiro.

O período de inscrição do Sisu é aberto logo após as notas do Enem serem divulgadas. Afinal, é esta numeração a usada no sistema do ano anterior ou de até dois anos antes. O aluno se cadastra no sistema seguindo o passo a passo e preenchendo os campos em banco de um formulário intuitivo – é só ler a mensagem e preencher de acordo com as solicitações.

Os próximos passos são escolher uma instituição de ensino e um curso como primeira opção. Repete-se em seguida o processo para uma segunda opção de curso caso a nota não seja suficiente para a primeira. Depois é só aguardar a avaliação do cadastro e se sua nota é o suficiente para entrar no curso desejado.

O Sisu trabalha com cadastro de reserva – a segunda chamada. Se candidatos aprovados em primeiro momento não se apresentarem os demais da lista podem se apresentar.

Índia tem velocidade mais lentas de Internet na Asia, mas as coisas estão mudando lentamente

Apesar de ter um dos o maior número de usuários de Internet no mundo, a Índia continua a ser prejudicadas por velocidade de ligação à Internet, que é ABSURDAMENTE lenta.

Índia tem tanto a velocidade de conexão média mais lenta e quanto velocidade de conexão de pico na Ásia-Pacífico, de acordo com o mais recenteRelatório de Internet, do Estado da Akamai, para o quarto trimestre de 2015.

No geral, a Índia ocupava a posição 115 para a velocidade média de conexão e a posição 114 para a velocidade média de conexão globalmente. O tempo médio de carregamento da página para uma conexão de banda larga no país foi de 3,9 segundos.

A Internet lenta da Índia é um grande problema. Há alguns meses atrás, o país superou os EUA na segunda maior base de usuários de Internet do mundo, com uma estimativa de 402 milhões de usuários. Mais de 76% indianos acessam a Internet em seus celulares, mas sofrem com conexões lentas.

Google e outras empresas de Internet têm abordado o problema aprimorando seus produtos para velocidades lentas de Internet do país e conexões irregulares.

Google introduziu diversos recursos offline, como permitir que os usuários baixem vídeos do YouTube para assistir mais tarde e usar o Google Maps com navegação por voz, sem Internet. Ele também está modificando páginas web, Chrome e os seus resultados de busca para alcançar os usuários que não podem ter acesso à Internet.

Facebook fez campanha para sua plataforma grátis Basics, que oferece acesso gratuito ao aplicativo de rede social e um número limitado de sites para notícias, saúde e informação. A empresa agora está planejando iniciar um serviço barato de Wi-Fi usando drones para subsidiar os custos de Internet no país.

Google está trabalhando na introdução livre e de alta velocidade Wi-Fi em 400 estações de trem em todo o país. A empresa pretende chegar a 10 milhões de pessoas, permitindo Wi-Fi em 100 estações de trem na primeira fase. Notavelmente, a velocidade vai ser rápida o suficiente para transmitir vídeo de alta definição.